Carta ao que passou


Eu precisava voar, precisa existir fora de mim (que era onde habitavas)

Eu precisava sentir algo que não era eu (ou o tu que havia em mim)

Preferi o perigo, o risco, o incerto, o medo, o partir

Ter alguém que me completava já não me preenchia

Esse foi o erro. Gaiola de ouro e eu querendo voar.

Queria o novo, a estranheza de mim, o alter e diferente

Algo que me desse trabalho, que me fizesse pensar,

Que me tirasse do lugar de costume, que me movimentasse

E claro... talvez você não me entenda

Talvez ninguém me entenda (ou aceite a coragem insana projetada)

Mas eu precisava descobrir a vida, aquela das outras possibilidades

De fato, eu desejava voar!

Não que não tenha doído. Ao contrário, eu quase morri.

Foi um rasgão na alma, mas eu desejava partir.

Tive medo da despedida, medo do amanhã,

Pensei nas escolhas, nas verdades, nos enganos

Quis chorar, mas os olhos já estavam secos das noites anteriores a essa

Talvez a fonte do remorso ou arrependimento já haviam secado

Eu não cabia mais em mim.

E rompendo as couraças... parti!

Eu, de fato, só queria voar!

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
CONTATOS

(61) 99108-7755 

@afethos.psicologia

afethospsicologia@gmail.com 

ENDEREÇO

QSF 16, casa 316 - Taguatinga Sul.

Próximo ao Hospital Santa Marta

  • Branco Facebook Ícone
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco

Coordenadora e Responsável Técnica: Dra. Luciana Santos CRP 01/10772

2020 ©  AfEthos - Centro de Formação em Psicologia - Todos os direitos reservados